Transferência De Veículo: Como Evitar Aborrecimentos Depois?

Confira todas as regras e precauções que devemos tomar durante o processo de transferência de veículo!

Vender um carro pode parecer uma tarefa fácil. No entanto, existem alguns passos e precauções que devemos tomar antes de passar por esse processo. Principalmente no momento de fazer a famosa transferência de veículo!

Então, hoje listamos algumas dicas básicas para a transferência de um carro. Então, acompanhe este artigo, até o final, para saber mais sobre esses cuidados essenciais para a correta transferência de seu veículo.

Em princípio, a transferência de um veículo é um procedimento necessário e obrigatório para o registro da mudança de propriedade do veículo. Nesse sentido, as regras estão descritas no Código de Trânsito Brasileiro (CTB), que também estabelece que a transferência deve ser feita em até 30 dias da compra ou venda do carro.

Portanto, se você deixar de transferir o carro dentro do prazo, será cobrada uma taxa de R$ 195,23. Além disso, o ex-proprietário perde 5 pontos na carteira de motorista.

Agora que você já sabe o que é transbordo, precisa ficar atento a 3 cuidados básicos para veículos de transbordo. Como faço para transferir o veículo para o nome de outra pessoa?

Regras Básicas Para Fazer Certo a Transferência do Veículo

Como fazer correto a transferência de veículo quando vender

Antes de conhecer as principais regras básicas para transferir um carro, é importante saber como fazer o processo de transferência corretamente. Primeiramente, antes de realizar a transferência, compradores e vendedores devem verificar no Detran de sua cidade se o veículo não possui pendências.

Por exemplo, multas ou taxas não pagas. Para isso, basta acessar a página oficial do Detran em seu estado e informar o número da placa ou RENAVAN do veículo em questão. Após essa etapa básica, de verificação de pendências, seguiremos as dicas abaixo:

1. Transferência de documento somente após receber o pagamento do veículo:

Em primeiro lugar, esta é uma das dicas mais importantes que você deve considerar. Nesse sentido, não inicie o processo de transferência do seu carro se não tiver recebido o valor de venda.

2. Faça o registro da comunicação de venda do veículo:

Após o pagamento, é importante comunicar o processo de venda do veículo ao cartório. Com assinatura reconhecida e tudo mais. Portanto, esta etapa faz parte da transferência do carro.

3. Preencha o CRV (Certificado de Registro do Veículo) com atenção:

Para finalizar a lista de 3 cuidados básicos para a transferência de um carro, é necessário preencher o CRV (Certificado de Registro do Veículo) com muita atenção. Portanto, em hipótese alguma deve ser entregue um CRV em branco. Dessa forma, você evitará que alguém falsifique sua assinatura ou altere os detalhes de responsabilidade do seu carro.

Além disso, nunca dê um CRV em branco a ninguém, mesmo que o comprador ou o despachante insista. Assim, você pode impedir que alguém falsifique a sua assinatura ou altere os dados de responsabilidade do carro.

Leia Também:

Então, curtiu mais essa dica da área automotiva? Portanto, continue lendo as próximas postagens logo mais abaixo. Para alguma dúvida ou sugestão, então envie seu comentário para nós.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *